Archive for abril, 2010

Que diferentes destinos, são, o teu e o meu
Enquanto brincas inocente de gente
Vivo eu a brincar de Deus

Se diriges por vielas iluminadas
Passeio eu por noites estreladas
Velando e guiando os passos teus

Quando acordas e segues ao trabalho
Já criei, eu, todas gotas de orvalho
e fiz nascer o sol para gosto teu

Se brincas com teu filho no colo
Brinco eu com o tempo, o vento e o solo
Embalados no colo meu

Almeja tua alma enfim encontrar-me
Deseja meu espírito que consiga alcançar-me
Pra que juntos possamos ser Deus

Anúncios